É possível garantir a segurança de dados na nuvem?

6 minutos para ler

A tecnologia vem permitindo uma transformação em empresas de todos os setores: a possibilidade de coletar e utilizar informações como base de novas estratégias de negócio.

Mas, na mesma velocidade que seu valor aumenta, aumentam também as possíveis ameaças à sua integridade. Por isso hoje é vital não só investir em cloud computing como também garantir a segurança de dados na nuvem.

Quer saber por que essa discussão é tão importante e o que você pode fazer para aliar proteção, visibilidade e desempenho? Então, confira este artigo e entenda mais sobre o assunto. Boa leitura!

A importância cada vez maior da segurança de dados

Não à toa vimos nos últimos anos uma explosão de casos de comprometimento, vazamento e sequestro de dados em empresas. Principalmente os ransomwares são ameaças significativas que podem colocar até a viabilidade de um negócio em cheque.

Isso tem muito a ver com o valor dos dados para empresas. Com a transformação digital, a coleta e análise de informações em ambientes integrados permitiu novas práticas de BI, dando a gestores muito mais autonomia na hora de tomar decisões e traçar estratégias.

E nem sempre essa é uma questão apenas de risco externo. Um investimento ruim em proteção de dados resulta em controle prejudicado de acesso e, consequentemente, uma gestão deficiente de como eles estão sendo utilizados.

Isso pode não atrapalhar diretamente o negócio, mas a ineficiência em processos, perda de arquivos e a necessidade constante de retrabalho minam a capacidade produtiva e a qualidade de entrega da empresa.

Somando tudo isso temos um resultado inevitável: uma organização pouco otimizada. E hoje em dia, em um cenário de mercado que prioriza a flexibilidade e a eficiência acima da expansão operacional, essa é a receita para perder espaço no mundo corporativo.

Ou seja, a segurança de dados é uma questão estratégica, que precisa de investimento contínuo e planejamento como qualquer outra área da sua gestão.

A nuvem como grande aliada da segurança

Se ainda existiam dúvidas sobre a relação entre cloud computing e segurança, esses mitos já não têm espaço entre gestores focados no BI e no futuro do mercado.

A nuvem se tornou uma importante aliada para proteger informações sensíveis de um negócio — claro, quando implementada a partir de fornecedores de qualidade e parcerias experientes.

A grande vantagem dessa tecnologia para o armazenamento tradicional em servidores tem a ver com controle e monitoramento.

A cloud computing por natureza centraliza e integra a estrutura de dados, permitindo que o acesso e sua utilização passem por um rígido acompanhamento automatizado.

O que isso significa na prática? Que gestores têm visão de segurança: podem saber a qualquer momento quais dados são visualizados, como são utilizados e ter um histórico de modificações.

Além disso, as ferramentas que acompanham esse tipo de tecnologia são automatizadas — podem alertar ou até bloquear imediatamente qualquer tipo de tráfego que seja anormal dentro de uma rotina empresarial.

Powered by Rock Convert

Se dados são a base do BI, a nuvem é garantia de que eles serão utilizados no máximo de seu potencial sem colocá-los em risco. É por isso que esse investimento se tornou quase que obrigatório para empresas no mundo todo.

As maneiras de potencializar a segurança de dados na nuvem

Mas outra concepção errada e muito comum entre gestores é que basta implementar a nuvem para colher seus benefícios. Principalmente quando falamos em segurança, a cloud computing precisa de um ambiente propício para sua implementação: ações, investimentos e planejamentos que maximizem seu potencial. Confira as principais dicas nesse sentido!

Invista na proteção em tempo real

Como mencionei, a nuvem por si só, apesar de muito segura, pode contar com ferramentas e serviços atrelados que simplifiquem a gestão de segurança.

Antivírus, firewalls, monitores de acesso, qualquer aposta extra no seu sistema significa mais proteção e governança para a forma como a empresa transforma informação em inteligência.

Crie uma hierarquia de acesso

É possível falar um pouco mais também sobre o controle de acesso da nuvem, a principal fonte de brechas e ameaças para seus dados. A verdade é que muitas das invasões a sistemas ocorrem por engenharia social — quando o criminoso engana o usuário a fornecer suas credenciais de acesso.

Por isso é tão importante focar no ponto de entrada da cloud, talvez até com profissionais e ferramentas específicas nesse controle.

E quanto menos pessoas puderem acessar dados mais sensíveis, mais fácil é de fazer esse acompanhamento. Por isso, hierarquize seu banco de dados e conceda acesso aos colaboradores apenas com base no que eles precisam para serem produtivos.

Estabeleça uma rotina de backups

A nuvem é um grande ativo por oferecer armazenamento em grande volume. A melhor forma de tirar proveito disso no que diz respeito à segurança é criando rotinas para backup do banco de dados.

Isso não só vai evitar a perda de informação ou de progresso em processos produtivos como vai permitir que a empresa se restabeleça de um comprometimento rapidamente, recuperando tudo o que foi perdido em minutos.

A ideia é que esse processo seja frequente e automatizado. Basta uma pré-configuração para que ele funcione sem interferência humana. Portanto, converse com seu departamento de TI sobre isso.

Escolha o modelo de nuvem mais adequado

Existem dois tipos principais de nuvem. A pública é a cloud compartilhada, em que uma infraestrutura atende isoladamente vários clientes — e assim mitiga custos. O segundo tipo é o privado, em que a empresa contrata a implementação de cloud computing em uma infraestrutura exclusiva e personalizada.

Qualquer um dos dois modelos vai aumentar a segurança e capacidade de maximizar seu BI. Mas, falando em segurança, a nuvem privada tem algumas vantagens extras, principalmente no que diz respeito a controle.

Ou talvez você possa fazer como várias empresas e focar nos dois modelos: a nuvem pública para produtividade geral e a privada para lidar com informações mais valiosas.

Seja qual for sua escolha, a mensagem que quero reforçar é que a cloud computing é uma tecnologia fundamental para o futuro, mas ela precisa ser acompanhada de gestão estratégica para garantir proteção de seus ativos.

E se o BI é uma necessidade competitiva a partir de agora, a melhor forma de começar esse processo é garantindo a segurança de dados na nuvem. Entendendo essa importância, é hora de colocar todas essas estratégias em prática.

Então, que tal continuar estudando sobre esse assunto e transformar a nuvem é uma fonte de Business Intelligence? É só ler este artigo sobre como conciliar governança de dados e BI!

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.
Powered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe uma resposta