Como fazer uma gestão de dados eficiente na sua empresa?

4 minutos para ler

É bem provável que as empresas que não compreenderem a importância da gestão de dados tenham poucas chances de sobreviver no longo prazo. Isso se deve principalmente aos avanços nas tecnologias e à hiperconectividade que há entre indivíduos e organizações.

Essas informações têm se tornado cada vez mais importantes na tomada de decisão, pois dão orientação, diminuem a margem para erros e ajudam a evitar inferências baseadas em “achismos”. Neste artigo, você saberá mais a respeito de como tirar o melhor proveito da gestão de dados a partir de sua implantação. Continue a leitura!

O que é a gestão de dados?

Os dados são as bases de informações que ajudam a fazer escolhas e definir ações corretamente. Quando sua empresa consegue levantar dados relevantes, completos e precisos, isso pode contribuir para o crescimento da organização.

Caso contrário, pode se tornar um ativo inútil e até prejudicial para o negócio. Isso acontece quando o esforço para obter uma informação é maior do que os benefícios que ela pode proporcionar.

A gestão de dados inclui as funções de planejar, controlar e fornecer dados de maneira eficaz. Envolve a disciplina no desenvolvimento dos processos, execução e supervisão de planos, programas, políticas e práticas que protegem, controlam, entregam e aprimoram a qualidade e o valor dos dados e informações na organização.

Perpassa toda a empresa, visto que todas as áreas geram dados que precisam ser apurados para serem utilizados. Tanto o próprio setor quanto as outras áreas podem usar essas informações, de modo que diretores e até mesmo acionistas possam analisá-las, o que influencia os resultados e a escalabilidade do negócio.

Qual é a diferença entre gestão de dados e governança de dados?

A gestão está relacionada aos processos de obtenção, controle e segurança dos dados. Já governança é instituída a partir da formação de um órgão colegiado que tem autoridade para monitorar, fiscalizar e decidir a respeito das políticas de gestão de dados. Ou seja, é a entidade responsável pela aplicação de boas práticas nesse processo.

Como alcançar a efetividade na gestão de dados?

Para ter sucesso na gestão de dados, é muito importante administrar bem o ciclo, tendo em mente que os dados são criados, armazenados, usados e até mesmo destruídos. A gestão envolve justamente aproveitar essas informações de modo estratégico ao longo desse ciclo.

Quando ocorre de forma eficaz, os dados se tornam bens muito valiosos. E algumas práticas podem ajudar.

Invista em tecnologia

Os meios que você utiliza para apurar dados e transformá-los em informações relevantes podem definir o sucesso ou o fracasso dessa iniciativa. Não adianta tentar fazer com que a organização se oriente a esse fim utilizando ferramentas ultrapassadas e que dificultam o trabalho das pessoas ao invés de ajudar. Buscar soluções modernas e adequadas à sua realidade pode fazer toda a diferença.

Mude a cultura da empresa

É bem normal que, no início de uma implantação de um modelo orientado a dados, haja alguma resistência. Afinal, muitas pessoas têm dificuldades em lidar com as mudanças e preferem continuar fazendo da forma como sempre fizeram.

Por isso é tão importante pensar nesse processo como sendo uma cultura, defendida a partir das lideranças, que devem dar o exemplo. Quando mais os colaboradores percebem que as decisões realmente estão sendo baseadas nos dados, mais reconhecem a importância disso.

Organize seus processos internos

A definição dos processos é fundamental para que a gestão de dados seja feita de forma adequada. Inclusive, quando é pensada desde o início, tudo acontece de maneira otimizada e estruturada, permitindo que a empresa cresça sem precisar redesenhar as lógicas das atividades.

É importante haver clareza sobre o que deve ser feito e quando deve ser feito. Também é necessário definir quem são os responsáveis em cada ação.

A gestão de dados é algo cada vez mais importante. Afinal, organizações que não se orientam por dados não conseguem entender bem o segmento em que atuam. Por outro lado, fazendo um bom uso dessas informações, é possível conhecer o comportamento dos clientes e desenvolver boas estratégias.

Gostou do conteúdo? Assine nossa newsletter e fique sempre por dentro de nossas novidades!

Posts relacionados

Deixe uma resposta