O que é inteligência competitiva e quais as suas vantagens?

4 minutos para ler

Cada vez mais as empresas buscam formas de se diferenciar dos concorrentes e de antecipar as demandas dos consumidores. Nesse processo, a inteligência competitiva passou a ter um papel fundamental. Essa técnica visa embasar melhor as decisões, ajudando a definir as diretrizes que serão estabelecidas para alcançar os objetivos.

Neste artigo, você conhecerá mais a fundo o conceito de inteligência competitiva e quais são as principais vantagens de sua aplicação. Continue sua leitura!

O que é inteligência competitiva?

A inteligência competitiva está relacionada ao conjunto de técnicas e ferramentas utilizadas para a coleta e análise de informações visando antecipar os movimentos de mercado, tanto em relação à concorrência quanto ao comportamento do consumidor.

Com o passar dos anos, a tecnologia de comunicações evoluiu e ficou mais fácil estabelecer um relacionamento direto com as pessoas eventualmente interessadas em comprar os produtos. Hoje, por exemplo, é possível ter acesso aos clientes por meio das redes sociais, monitorando suas preferências e demandas.

Por meio da utilização dessa estratégia, as empresas podem obter indícios sobre diversos pontos como novas tendências, rupturas com modelos que, até então, apresentavam sucesso, novos entrantes e fatores de inovação.

Visto que a inteligência competitiva é orientada por dados, ela minimiza o uso da intuição nas escolhas. E cada vez mais ganha em possibilidades, em virtude do acelerado desenvolvimento da tecnologia.

Dentre as técnicas que se aplicam à inteligência competitiva, encontram-se a análise de cenários, o monitoramento setorial, as pesquisas de mercado, a busca por iniciativas em outros países, a consultoria e a modelagem matemática e estatística de dados.

Consequências

A inteligência competitiva se tornou um componente central nos negócios. Ela fornece insights sobre as dinâmicas e os desafios do momento e do futuro de uma maneira estruturada e sistemática.

Isso gera um cenário que pode ser visto como paradoxal. Afinal, à medida em que mais e mais empresas passam a adotá-la, ela pode deixar de ter seu caráter de diferenciação. Porém, quando uma organização deixa de utilizá-la, ela pode acabar ficando para trás.

Quanto mais a inteligência competitiva evolui e se dissemina, maior se torna a demanda por novas maneiras de se destacar da concorrência.

Quais os benefícios da utilização da inteligência competitiva?

O uso da inteligência competitiva permite maior grau de coordenação dos esforços, fazendo com que a empresa atue unida para buscar seus objetivos. Suas aplicações favorecem várias áreas.

As informações coletadas sobre os esforços de marketing de seus concorrentes podem ser usadas para definir suas próprias iniciativas. Em colaboração com a equipe de produtos, os profissionais de marketing podem criar mensagens mais efetivas e alinhadas às expectativas dos consumidores.

O estudo e a análise de preços oferece maior poder para as equipes de vendas. Quando você transforma esses dados em estratégias de descontos eventuais ou mesmo quando opta por aumentar o valor cobrado por seus produtos em virtude do que eles oferecem, é possível buscar formas de elevar o faturamento.

Como aplicar a inteligência competitiva?

A coleta de informações sobre o que seus concorrentes vendem a partir de websites, avaliações de clientes e fóruns online é uma ótima maneira de melhorar seus próprios produtos e serviços. Conhecer o que as pessoas gostam e quais são suas queixas pode ajudar você a desenvolver melhor seus projetos.

Existem muitas ferramentas que podem ser utilizadas para buscar essas informações e realizar as análises necessárias. A própria internet é uma fonte gigantesca de dados. Outras opções são as pesquisas de mercado, os relatórios setoriais produzidos por empresas de consultoria e os softwares de BI.

É muito importante ter um método eficaz para coletar e interpretar essas referências, pois isso pode definir o êxito de sua utilização. Com os recursos certos, é possível integrar a inteligência competitiva ao planejamento estratégico do negócio e, assim, tomar decisões mais fundamentadas e com maior probabilidade de sucesso.

Gostou do artigo? Siga-nos no LinkedIn, no Facebook e no Instagram para ficar sempre por dentro de nossas atualizações!

Posts relacionados

Deixe uma resposta